O Quadro Branco
Sempre que tenho oportunidade procuro reforçar o conceito do CrossFit como programa de condicionamento físico. Os iniciantes, na sua grande maioria, procuram um “Box” de CrossFit na tentativa e esperança de fugir da rotina convencional das academias de ginástica, e inocentemente desconhecem toda lógica científica e metodológica de nosso treinamento.

Além de escolher uma abordagem diferente de exercícios, propor o ensino e desenvolvimento de novas habilidades, existem 3 únicas variáveis que controlamos que são relevantes para seu aprimoramento físico (fitness): tempo, distância e sobrecarga.

“Tempo” que levamos pra executar uma tarefa com “distância” e “sobrecarga” estabelecidas.

“Distância”, que pode ser representada por um número máximo de repetições ou voltas, com “tempo” e “sobrecarga” estabelecidas.

 E “sobrecarga”, considerando o quanto podemos deslocar de “carga” em exercícios de potência, força e ginástica ( nesse último o nosso próprio peso corporal como “sobrecarga”).

O controle dessas 3 variáveis servem como referência pra avaliar o desenvolvimento do seu aprimoramento físico, e principalmente estabelecer parâmetros para as sessões de treinamento. Uma vez que, não se registra seu treino, assim como seu “resultado”, as impressões de seu desenvolvimento, e as “sobrecargas” de alguns exercícios passam a ser subjetivas, comprometendo os efeitos de seu treinamento.

Por esse motivo, diariamente marcamos no “quadro branco” o resultado da tarefa do dia (WOD). Mas esse resultado só vai ter a verdadeira relevância se for registrado em um diário de treino pessoal, mesmo porque uma vez que iniciamos um novo dia o quadro é apagado e os “dados” se perdem … Antigamente esse registro era feito em agendas ou cadernetas, mas com a tecnologia do “aplicativos a tarefa ficou mais fácil.

Eu tenho tentado “tomar vergonha na cara” e anotado minhas tarefas. E você???

Coach Teco Martins