WhatsApp Image 2020-04-25 at 09.56.12

Como foi descrito no texto, O que é “FITNESS“?, o CrossFit nasceu dos questionamentos sobre condicionamento físico buscando referências nas melhores fontes de pesquisa da ciência do esporte.

Essa investigação se deparou com respostas evasivas e sem muita clareza e precisão. Sendo assim se iniciou a construção de um conceito que esclarecesse essa definição/busca. Uma vez estabelecida as 4 diretrizes que definiam o  “Fitness” passou-se a criar uma metodologia de treinamento que entrega-se esse “estado de condicionamento físico”.

Criando uma equação que pudesse ilustrar os elementos do programa exemplificando sobre uma ótica “matemática” podemos dizer que nossa sessão de treino é:

CV.MF.AI + AC

Talvez a imagem explique melhor …

crossfit-level-1-tshirt

(Camiseta do Curso “Level 1″ da CrossFit)

 

Decifrando Cada Elemento da Fórmula

Constantemente Variado

Movimentos Funcionais

Alta Intensidade

Atmosfera de Comunidade

 

Constantemente Variado

Nossa única rotina é treinar! Mas variar constantemente treinos, os dias de cada tarefa, buscar novas formas de movimentos são estratégias que combatem o efeito de acomodação em treinamento, promove o “estresse”de um novo estímulo físico/fisiológico e prepara o indivíduo para o desconhecido/adversidade.

https://www.youtube.com/watch?v=fO0bkVC6INA

 

Movimentos Funcionais

O aspecto “funcional” considerado no CrossFit está nos exercícios que reúnem o maior número de ações musculares possíveis assim como o movimento de várias articulações. Esses gestos, além de terem uma demanda energética e fisiológica maior do que movimentos isolados, são padrões de movimentos próximos do cotidiano.

https://www.youtube.com/watch?v=aAaKk1ADccs

 

Alta Intensidade

https://www.youtube.com/watch?v=meH9roHylwE

 

Esse aspecto da nossa metodologia talvez seja o que gere mais polêmica para algumas pessoas em contrapartida é o item de maior relevância no desenvolvimento e aprimoramento do condicionamento físico.

Desde o início de sua formação conceitual existiu uma preocupação de criar um significado de condicionamento físico (fitness) e a formação de um programa que estivesse alicerçada em uma base de dados aonde tempo de cada tarefa, carga e distância fizessem parte desse registro e pudessem comprovar um resultado sólido e coerente.

 

“Críticas a um programa de condicionamento físico, para serem válidas, devem abordar dados mensuráveis, observáveis e passíveis de reprodução. Para uma alternativa ao CrossFit ser digna da nossa consideração, ela deverá ser apresentada em termos de distância, tempo, carga, velocidade, trabalho e potência relacionados a movimentos, habilidades e exercícios. Eu quero os dados de desempenho. O CrossFit só pode ser avaliado do ponto de vista lógico e científico com base nesses termos.” (Coach Greg Glassman)

 

O registro dos treinos e a coleta de dados avaliam o estado atual e, uma vez que esse “evento” possa ser repetido sistematicamente obedecendo os mesmos padrões métricos torna-se possível avaliar o aumento da sua capacidade produtiva e a legitimidade da sua programação.

“CrossFit aumenta a capacidade de trabalho sobre o tempo e domínios modais” (Greg Glassman)

Considerando essa reflexão compreendemos o papel dos “benchmarks” no treinamento e na observação do desenvolvimento. Além disso, torna-se imprescindível a rigidez no padrão de execução dos movimentos.

BENCHMARKS são os treinos comuns entre “boxes” (academias afiliadas) de CrossFit popularmente conhecido por trazerem nomes de mulheres e/ou heróis de guerra.

5a04e2_f28410a986cd4a0a90452143ce81d325_mv2 6ca58e12785fad4e0745fefaff2ba8ce

Atmosfera de Comunidade

Apesar de toda coerência científica que baseou esse regime de treinamento a “atmosfera de comunidade” pode ser considerada a peça chave para o crescimento e a popularização do CrossFit ao redor do mundo.

As conexões entre treinadores e alunos e, também entre companheiros (a) de treino tornam a experiência de uma sessão de treinamento única e transformadora.

As dificuldades encontradas nas tarefas do dia (workout of the day/wod) e o estresse físico conectam o grupo, motivam e encorajam a continuar a rotina diária de atividade física criando um sentimento familiar de grupo.

57589843_1073957136127844_2943715334219104256_n

Os treinadores precisam ser líderes de grupo, apesar de conduzir sessões em coletivo é preciso olhar individualmente para cada membro proporcionando  a conexão entre os praticantes presentes, criando identidade de comunidade e espírito de equipe. Essas sensações criam identificação, pertencimento e afetividade.

 

AS ETAPAS PARA A ALTA INTENSIDADE

Aprenda a mecânica dos movimentos fundamentais, estabeleça um padrão consistente de prática desses mesmos movimentos e, somente então, aumente a intensidade dos treinos incorporando esses movimentos.

Mecânica, então consistência, e então intensidade. Essa é a chave para uma implementação eficaz da programação do CrossFit”

(Coach Greg Glassman)

 

Em linhas gerais nosso objetivo é treinar/movimentar de forma segura e correta, compreendendo que o aprimoramento técnico “entrega”:

Segurança/Eficácia/Eficiência

Contudo é extremamente necessário obedecer alguns passos/princípios fundamentais do desenvolvimento.

Podemos enumerar 4 itens em ordem de importância/desenvolvimento:

 

  • Base Atlética
  • Virtuosidade/Mecânica
  • Consistência/Precisão
  • Intensidade

 

Base Atlética

Um platô físico básico inicial deve ser alcançado antes de iniciar movimentos mais complexos.

Uma das primeiras exigências é controlar a linha média, ter a força mínima necessária para manter a coluna estabilizada.

É necessário obter mobilidade articular e flexibilidade para evitar compensações que possam trazer lesões futuras. Além disso, é imperativo obter força minimamente com exercícios feitos com o peso do próprio corpo (pull ups, push ups, lunges, sit ups, …)

 

Mecânica/Virtuosidade

O uso dos bastões/PVC nas sessões de treino são fundamentalmente necessários  para o desenvolvimento e aprimoramento técnico. Perceber o corpo em movimento com cargas leves, repetir incansavelmente até que seja automático e natural.

 

Consistência/Precisão

Encontrar padrão rítmico e mantê-lo durante toda a sessão de treino. É natural ter uma queda de ritmo quando uma tarefa se alonga, mas essa queda não pode ser vertiginosa, nesse caso houve um erro de dosagem na carga ou ritmo. Esse é um ponto extremamente relevante para ser dominado antes de aumentarmos a intensidade.

 

Intensidade

Intensidade tem relação com a finalidade da tarefa, se o fator de aumento da capacidade de trabalho é carga, tempo ou distância.

Respeitar essa ordem de importância é fundamental para obter a intensidade  e contribuir para o desenvolvimento contínuo, entender a finalidade da tarefa e escolher, caso seja necessário, as adaptações necessárias para estar na zona correta de treino.

Qualquer iniciativa que desconsidere os itens anteriores a intensidade colocam a pratica em risco e comprometem sua longevidade atlética/desportista. Entender o processo mas principalmente respeitar ele é a chave para progressão contínua (mesmo que seja lenta) e segura.

 

Coach Teco Martins

 

 

ABOUT THE AUTHOR

Teco Martins